Crianças são criativas por natureza. Em todos os meus anos de vida, eu nunca vi uma criança segurar papel e lápis na mão e dizer: não sei o que desenhar. Porém, em muitos casos, a rotina também afeta os pequenos, e, aos poucos, conforme crescem, podem perder essa criatividade tão aflorada.

Porém, você pode trabalhar com seus filhos alguns pontos que irão fazê-los desenvolver ainda mais a criatividade que já possuem, e não perdê-la ao longo de seu desenvolvimento.

1. Não dê respostas prontas

Em um seminário de troca de experiências, uma professora contou que tinha passado a sua turma de alunos 4 anos a tarefa de medir a altura de uma coluna do pátio da escola.

Eles insistiram por dicas para começar, e ela insistiu que eles deveriam procurar estratégias sozinhos. Então, surpreendentemente, eles chegaram a diversas conclusões que nem mesmo ela pensaria: a coluna tem a altura de dois Antônios ou 25 palitinhos de sorvete.

É claro que a resposta não representou exatamente a altura da coluna, mas, com certeza, os alunos aprenderam muito mais sobre unidades de medida, do que se a professora tivesse fornecido a eles uma trena, por exemplo.

É preciso fomentar a criatividade nas crianças sem respostas prontas para tudo. Então, da próxima vez que uma criança te perguntar algo, você pode devolver a ela outro questionamento, perguntando a ela, por exemplo, qual a opinião dela.

2. Incentive a curiosidade

Toda criança passa pela famosa fase dos porquês. É preciso, nesse momento, mostrar a ela que é muito bom perguntar, e que isso leva a adquirir novos conhecimentos. Se você não tiver paciência com os porquês do seu filho, você estará tirando dele uma oportunidade de aprendizado.

Nesses casos, é mais importante ainda usar a estratégia do primeiro tópico. Ao ser questionado em algum momento em que você está ocupado, por exemplo, você pode combinar com a criança de sentarem juntos para discutir e pesquisar sobre o assunto em outro horário. E olha só o bônus, você estará ensinando paciência.

como estimular criatividade nas crianças

3. Sugira diferentes mídias

Eu sei, o Google sabe tudo. Meu sobrinho de 2 anos já sabe usar o comando de voz para ouvir Let it go e ver os vídeos que gosta. Mas, se você não apresentar à crianças diferentes estratégias de busca, isso será tudo que ela irá saber sobre pesquisar.

Calma, não estou dizendo para voltar há dez anos atrás e obrigar a criança a usar só livros empoeirados da biblioteca pública para fazer um trabalho. Mas, você pode combinar um livro de ciências, e um vídeo no Youtube, por exemplo, para mostrar à criança como funciona a digestão, caso ela pergunte para onde vai a comida que ela come.

Em tempos de conversas escassas, perguntar a um adulto especialista também é muito válido. Você pode combinar com a criança, por exemplo, que na próxima consulta com o pediatra, ela pode tirar essa dúvida com ele, afinal ele é médico e estudou todo o corpo humano. E assim, seu filho aprende, também, o valor da troca de conhecimento.

Já teve uma experiência em que você aplicou alguma dessas três dicas? Tem outra ideia para desenvolver a criatividade nas crianças? Divide com a gente aqui nos comentários!

Gostou do nosso conteúdo? Coloque seu e-mail abaixo e receba, semanalmente, dicas exclusivas no seu e-mail.

Deixe um comentário