No atual cenário político, a discussão sobre a qualidade da educação no país entrou em evidência. E, cada vez mais, pessoas que nunca haviam pensado sobre o tema passaram a formar suas opiniões sobre a melhor maneira de conduzir a educação brasileira.

Essas discussões são extremamente positivas. Elas trazem à tona a base de qualquer sociedade e nosso bem mais precioso: a educação. Porém, a discussão, por si só, dificilmente irá mudar algo. É preciso também, fazer a sua parte.

Sendo assim, estamos aqui para te ajudar, com 5 maneiras de ajudar o professor do seu filho. Essas dicas deixarão o trabalho dele mais fácil. Como consequência, com mais qualidade. Afinal, ele é o maior responsável pela formação da criança.

1. Não invalide as falas do professor

Diversas vezes, em diferentes idades, as crianças e os adolescentes tendem a se tornar questionadores. Isso é maravilhoso, já que a criticidade auxilia o processo de aprendizagem.

Porém, se ao chegar em casa, seu filho tiver reclamações sobre o professor, que invalidam seu método de trabalho, não concorde ou discorde imediatamente, afinal, esse é só um lado da história.

Ouça a criança com atenção e leve suas preocupações à escola, sem a presença dela nesse primeiro momento. Uma vez fundamentada, ou não, a reclamação do estudante, dê o feedback a ele. Isso de ver feito tanto para informá-lo da mudança de atitude do professor, ou da atitude dele.

Quando você recebe uma reclamação de seu filho e imediatamente critica ou confronta o professor na presença do aluno, você faz com que a criança deixe de respeitar aquele profissional. E, é claro, a convivência será, para sempre, prejudicada, quebrando o ciclo ensino-aprendizagem.

2. Estimule seu filho a argumentar com o professor

Quando uma criança ou adolescente discorda do professor, nem sempre ele argumenta no momento oportuno. Em alguns momentos, ele vai simplesmente se calar, e, ao chegar em casa, trazer reclamações.

Oriente seu filho a procurar o professor para resolver essas situações. Na maioria dos casos, essa conversa irá fortalecer o vínculo entre educador e aluno. Isso, mais uma vez, auxilia no ciclo ensino-aprendizagem.

infográfico como ajudar o professor do seu filho

3. Ensine respeito a todos

Não ensine a seu filho que ele precisa respeitar o professor, ensine que ele precisa respeitar a todos. Os colegas de sala, auxiliares, coordenadores, inspetores, entre outras pessoas, são parte da comunidade escolar. É necessário manter o respeito e a boa convivência em todos os ambientes da escola.

4. Valorize o trabalho do professor em casa

Sempre que houver motivo para elogios no trabalho do professor, faça questão de fazê-lo em frente a se filho. Assim, ele criará admiração pelo profissional que está presente na formação dele.

Papo científico: Quando se admira, é muito mais fácil acreditar na importância daquilo que lhe é ensinado. Valorizando o professor de seu filho, ele terá mais prazer em ir para a escola e atenção ao ouvir o educador, como mostra esse artigo. A confiança é um dos elos mais importantes do ciclo ensino-aprendizagem. Ela é capaz de fortalecê-lo de maneira a formar uma ligação que ensina muito mais que apenas conteúdo escolar.

5. Quando tudo der errado, procure mudanças

Sabemos que, infelizmente, nem sempre temos, na vida das crianças, os professores que sonhamos. Principalmente nos anos iniciais da educação, quando apenas um educador passa todo o período com a criança, algumas vezes, a relação professor-aluno pode não ser positiva por diversos motivos.

Nesses casos, tente solucionar as diferenças através do diálogo. Se não obtiver resultados, é ideal procurar outra turma em que o aluno se encaixe melhor e, em alguns casos, outra escola.

Na ocasião, é necessário ter transparência com a criança, não culpando somente a escola ou o professor. Explique que a relação entre ele e aquele professor, ou aquela escola, não era boa e, por isso, vocês estão fazendo uma mudança.

Lembrete: É claro que seu desejo de trazer o bem-estar para seu filho deve vir acima de tudo. Mas, lembre-se que limites são tão importantes quanto carinho. São eles que ajudarão seu filho a lidar com as frustrações da irão surgir na vida adulta.

Já teve uma experiência de conflito com o professor dos seus filhos? Como você lidou? Conte nos comentários!

Gostou do nosso conteúdo? Coloque seu e-mail abaixo e receba, semanalmente, dicas exclusivas no seu e-mail.

Deixe um comentário